Denise Amazonas

Clonagem versus preservação de espécies

Durante todo o ano, a IUCN atualiza sua “lista vermelha” - uma lista de espécies de seres vivos ameaçados de extinção. Essa lista é organizada há quarenta anos e inclui organismos do mundo todo. A última atualização deste ano foi em 17 de Agosto, e infelizmente a lista de plantas e animais ameaçados de extinção não pára de crescer.

Com a tecnologia atual, já é possível clonar esses animais em extinção. Na Inglaterra e em outros centros de pesquisa pelo mundo já existem bancos de material genético de espécies ameaçadas. Porém, por se tratar de uma técnica ainda pouco segura, a clonagem divide opiniões.

Os que são a favor lembram que muitos animais têm encontrado dificuldade para se reproduzirem, já que seus habitats vêm sendo destruídos, e oferecem dificuldade para obtenção de seus gametas, o que dificulta o uso de técnicas de reprodução assistida em cativeiro (apesar de que equipes chinesas conseguiram utilizar essa técnica com o panda gigante das florestas de bambu da China pela primeira vez em 2004 - eu acho). Por outro lado, a coleta de um pedaço de tecido é bastante simples, e as células desse tecido podem ser utilizadas para gerar um novo animal. O ponto negativo da clonagem é diminuir a variabilidade genética, ou seja, todos os organismos seriam iguais. Isso seria fatal na disseminação de doenças, por exemplo.

Porém, aqueles que são contra lembram que a clonagem é um processo cheio de falhas e riscos, capaz de produzir aberrações. O animal clonado sofre de envelhecimento precoce, disfunções cardíacas e imunológicas, alto índice de abortos. A clonagem para manutenção dessas espécies seria, mais uma vez, uma interferência nas leis da Natureza.

Sem dúvida, o melhor seria investir na preservação desses animais, na manutenção de seus habitats, na despoluição de águas, solos e ar, e na diminuição da interferência do homem em ambientes ainda intocados. Mas, na situação atual, o que você acha? Vale a pena correr o risco?

Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply