Denise Amazonas

Continuação do post anterior

Antes de mais nada, vamos esclarecer: sou contra todo e qualquer ato violento. Apenas quis mostrar que, atualmente, para defendermos questões ambientais, é preciso lançar mão de atos “radicais” para sermos ouvidos, para chamar a atenção não apenas dos governantes, mas principalmente da população. 

Os problemas que temos hoje nos afetam diretamente (alterações climáticas, poluição, doenças emergentes),e afetarão mais ainda as futuras gerações. É preciso que medidas radicais sejam tomadas agora. Eu digo radicais porque o momento do “desenvolvimento sustentável” já passou, já estamos além da fronteira da invasão e ocupação da Natureza. E a resposta será dura, se não pararmos já de maltratá-la.

E para completar o post anterior, li hoje essa notícia no Terra: Membros da ong Anima Mundo fizeram um protesto contra o consumo de carne durante a Feira Internacional de Agronegócios no Rio Grande do Sul: os manifestantes se embalaram como pedaços de carne no supermercado.
Vejam a foto, da agência EFE.

Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply