Denise

S.O.S. Coração

 

www.prsc.mpf.gov.br

 

Dois trabalhos publicados na revista New England Journal of Medicine, um de P. Greenland e outro de U. Khot, mostraram que diabetes, hipertensão e tabagismo merecem atenção na prevenção de infartos.

P. Greenland e seus colaboradores avaliaram o risco em pessoas com doenças cardiovasculares graves. O estudo contou com mais de 386 mil pessoas, que foram seguidas por no mínimo 20 anos. Os fatores de risco estudados foram diabetes, colesterol total (acima de 240), hipertensão (acima de 14×9) e tabagismo. E a conclusão: a maioria dos pacientes que tiveram infarto (87-100%) apresentou pelo menos um dos fatores de risco estudados. O estudo de U. Khot, feito com mais de 122 mil pessoas, confirmou os resultados e chegou às mesmas conclusões.

Assim, os pesquisadores sugerem que todos os fatores de risco tenham de ser levados em conta na avaliação clínica do risco cardíaco individual. O cuidado com níveis elevados de colesterol, obesidade, hipertensão, fumo, e o controle rigoroso da diabetes, devem receber maior atenção.

Então, já sabe: se quiser viver mais e melhor, cuide-se!

Fonte: CartaCapital/Saúde, 2005

Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply