Archive for July, 2007

Denise

Colesterol

 

Fonte: www.novartis.com.br

 

Pra quem detesta agulha, essa é uma excelente notícia! 

Um novo método para medida do colesterol foi testado pelo grupo de D. Sprecher, da Cleveland Clinic. A técnica consite em aplicar o teste na pele do paciente, ao invés de usar o sangue. A pele da palma da mão do paciente é raspada levemente, recebe um corante e a mudança de cor é medida por um aparelhinho portátil. Quanto mais escura a cor, maior o risco de doenças coronárias. A técnica se baseia no fato de que as células da pele retêm informações das concentrações de colesterol durante algum tempo, permitindo uma avaliação da evolução do colesterol cumulativa nos últimos dias.

O controle do colesterol é necessário para diminuir os riscos de problemas cardiovasculares, como angina, infarto ou derrame. Quando a quantidade de colesterol é alta, ele costuma depositar-se em forma de placas de gordura nas paredes interiores das artérias, num processo conhecido como aterosclerose - um fator que pode levar ao infarto.

Para ajudar no controle do colesterol, você deve praticar uma atividade física, combater a obesidade e ter uma dieta pobre em gorduras saturadas. Além disso, você pode incluir no cardápio alimentos que são considerados armas naturais contra o bloqueio das artérias: alcachofra, alho, aveia, uva, vinho tinto (mas só uma taça por dia!), canela, soja e salmão.

Denise

S.O.S. Coração

 

www.prsc.mpf.gov.br

 

Dois trabalhos publicados na revista New England Journal of Medicine, um de P. Greenland e outro de U. Khot, mostraram que diabetes, hipertensão e tabagismo merecem atenção na prevenção de infartos.

P. Greenland e seus colaboradores avaliaram o risco em pessoas com doenças cardiovasculares graves. O estudo contou com mais de 386 mil pessoas, que foram seguidas por no mínimo 20 anos. Os fatores de risco estudados foram diabetes, colesterol total (acima de 240), hipertensão (acima de 14×9) e tabagismo. E a conclusão: a maioria dos pacientes que tiveram infarto (87-100%) apresentou pelo menos um dos fatores de risco estudados. O estudo de U. Khot, feito com mais de 122 mil pessoas, confirmou os resultados e chegou às mesmas conclusões.

Assim, os pesquisadores sugerem que todos os fatores de risco tenham de ser levados em conta na avaliação clínica do risco cardíaco individual. O cuidado com níveis elevados de colesterol, obesidade, hipertensão, fumo, e o controle rigoroso da diabetes, devem receber maior atenção.

Então, já sabe: se quiser viver mais e melhor, cuide-se!

Fonte: CartaCapital/Saúde, 2005

Campanha da WWF

Estou um pouco sem tempo, mas não podia deixar de colocar essa imagem maravilhosa da campanha da WWF

 

Denise

Mudanças Climáticas no Brasil

Volta pelo Clima no Rio de Janeiro

Foto:© Greenpeace / Gilvan Barreto 

Não é estranho, estarmos em pleno inverno usando camiseta e com um sol de rachar? É inverno ou verão? E tem gente achando o máximo, porque nem curte um friozinho … Mas não se engane: esse é um dos efeitos do Aquecimento Global.

As mudanças climáticas provocadas pelo aquecimento do planeta causaram danos em várias regiões do Brasil e podem atingir níveis catastróficos, segundo o Greenpeace. Numa tentativa de conscientização da população sobre as conseqüências de mudança climática, a ONG lançou a campanha “Mudanças do clima, mudanças de vidas“, com a finalidade de informar sobre a necessidade de preservar o planeta. Muito leve e divertida, tem dicas do que fazer na sua casa, no seu trabalho, na sua escola, além de um blog divertido e bem escrito.

A campanha inclui também um filme de 50 minutos e um relatório com testemunhos de pessoas atingidas pelas mudanças climáticas em diferentes partes do Brasil, assim como opiniões de cientistas sobre os prejuízos ambientais, econômicos e os problemas de saúde provocados pela destruição das áreas verdes.

Entre as conseqüências mais visíveis da mudança de clima apontadas pelo Greenpeace estão a seca dos rios Iguaçu e Paraná, que em Julho do ano passado reduziu o volume de água das Cataratas do Iguaçu a apenas 10% da quantidade normal. A grave seca que atingiu a região amazônica em 2005, localidade que tem 20% das reservas de água doce do planeta, e os incomuns tornados que em 2005 causaram grandes danos em Santa Catarina também são conseqüências dessas mudanças. Segundo a ONG, as secas também destruíram colheitas em diferentes partes do país e arruinaram milhares de agricultores.
O Greenpeace também apresenta as ações que Governos, indústrias e cidadãos podem fazer para evitar que as mudanças climáticas se transformem em uma catástrofe ambiental.

Para divulgar a campanha, a organização tem feito anúncios nas rádios e em sites de movimento, e convidado internautas para serem ciberativistas. Além disso, uma Volta pelo Clima no Parque do Ibirapuera (25 de Junho) e uma em Ipanema (02 de Julho) foram bastante movimentadas.

Acesse o site e mude o clima você também!